Destrutivo - EP (2014)

by HOMICIDE

/
  • Streaming + Download

    Includes unlimited streaming via the free Bandcamp app, plus high-quality download in MP3, FLAC and more.

      $7 USD  or more

     

1.
2.
3.
4.
5.
6.
7.
8.
01:05
9.
10.

about

Mix/master por Homicide.

Arte por Daniel Ete,
Homicide logotipo por Diego Sebold (Osculum Obscenum/Antichrist Hooligans)
Todas as letras por Homicide.

Participação especial de Ricardo Ullrich (Sengaya) nos vocais da musica "Esqueça A Decência".

adj (lat destructivu) Que tem a propriedade de destruir.
O ato pejorativo de desconstruir.
Moralmente, psicologicamente, fisicamente, politicamente, teoricamente, religiosamente, filosoficamente, cientificamente.
O ato destrutivo destrói a moral humana, a reputação pessoal, violência física. Desconstrói um dogma religioso, teoria cientifica, embasamento filosófico, termos políticos. (dicionario informal).


Very soon more infos about this release.
Recorded between November 2013 and February 2014 in a total independently way. DIY!

Mix/master by Homicide.

Artwork by Daniel Ete,
Homicide logo by Diego Sebold (Osculum Obscenum / Antichrist Hooligans)
All lyrics by Homicide.

Special guest in the voices of "Esqueça A Decência" by Ricardo Ullrich (Sengaya).

adj (lat destructivu) which has the property to destroy.
The derogatory act of deconstruction.
Morally, psychologically, physically, politically, theoretically, religiously, philosophically, scientifically.
The destructive act destroys human morality, personal reputation, physical violence. Deconstructs religious dogma, scientific theory, philosophical foundations, political terms. (informal dictionary).

credits

released May 1, 2014

tags

license

all rights reserved

about

HOMICIDE SC, Brazil

Crust Grindcore attack from Santa Catarina, Brazil.

Line-up
William (Vocals), Marlon (Drums), Diego (Guitar),
Aranha (Bass).

contact / help

Contact HOMICIDE

Streaming and
Download help

Track Name: À Margem do Abismo
Arrastado à desgraça
Enforcado pela vida
A ferida mais ardente
Cutucada com espinhos
Qual a razão?
Não há salvação
Trancafiado, enjaulado
Na engrenagem da sociedade
À margem do abismo
Desde o primeiro suspiro
Qual a razão?
Não há salvação
Qual a razão?
Nunca houve futuro!
À margem do abismo!
Trancafiado, enjaulado
Na engrenagem da sociedade
À margem do abismo
Desde o primeiro suspiro
Track Name: Escolha Errada
Antes de tudo não se esqueça
Que você já está perdido
A sua triste história
Aqui chega ao fim!

Eu assisto tudo de longe
E então vejo a sua decadência
Quanto tempo espera para acabar?
Track Name: Ordem Pra Matar
Ordem pra matar
Alvos seletos
Corra!
Ou fique onde está
Podem te matar também
Finja!
Que um deles é
Irão te matar!

Ordem pra matar
Alvos seletos
Sangue nas paredes
Assinando ordem!
Track Name: Esqueça A Decência
Pegue suas ideias*
Ataque Alguém
Se ache na razão*
Procure Culpados
Seja um tolo*
De mente fechada
Esqueça a decência*
Julgue todos!

Você quer igualdade
Pois não sabe o que é justiça
Revolucionário*
Pobre fracassado!
Track Name: Que Morra A Fé
Que morra a fé
Sua Fé!!!
Track Name: Arma Biológica
Mercenarios!
Nós criamos uma arma perfeita
Ela sempre mata, sempre mata em silêncio
Isso é ser racional? Não!
Isso é ser normal? Não!
Espalha-se rasteiramente
É morte natural?
Dominar o mundo é fácil
Primeiro criamos um problema
DEPOIS, CRIAMOS A SOLUÇÃO
Vidas nunca importaram
ELES SÃO APENAS PROTÓTIPOS
Apenas protótipos!
Eles querem controlar, abra sua visão,
Tudo isso ao seu redor, em suas mãos!
Track Name: Padrão Normal
Nasceu, computado, destino violado
Cresceu calado
No Padrão foi doutrinado
Não reclamou, ele aceitou
Qualquer merda imposta ele sempre acatou

Seu corpo está cansado, sua mente é um buraco
O salário é descontado - brutalmente assaltado!
Dentro de si carrega a teoria
Mas não põe em prática e Morre dia-a-dia
De que adianta viver assim?
Cuspir libertação sem agir é morrer no fim

E assim ele é, ele vai, pois...
A vida vai passando quando viu ela já foi
Foi atrás do seu valor, atrás da sua essência
Mas a sociedade decretou: é só sobrevivência!
Antes de partir ele gritou uma mensagem a todos ele deixou
Tanto ódio acumulado, agora liberado
Faça por si mesmo ou espere aí sentado.
Track Name: Sistema
Assassinos soltos por aí
E a lei que nos protege
Agora nos mantém refém

Quem nos representa agora?
Desgraçados prepotentes
O que são e o que fazem?
Mentirosos!

Nasce, cresce, serve e morre
Nesse alienado mundo
Aqui irão lhe abusar
Ninguém irá te salvar
O seu destino escolheu
Pois você já morreu

Foi o que você escolheu
Aqui você já morreu
Inútil tentar fugir
Jamais irá conseguir